Visitantes do blogue *.*

15.8.10

O nosso maior erro foi cair na rotina!

A chama já não tem o mesmo brilho que anteriormente tinha (...)
Caímos no erro de nos dar por garantidos e hoje já não transparece o brilho da paixão como um dia já transpareceu. O sentimento está lá, disso eu sei, mas há algo que aconteceu e fez com que as coisas se alterassem.
"O que nos aconteceu, para que houvesse uma alteração na nossa relação?
Será que algum de nós sabe responder a esta pergunta?!"

Há dias em que tudo corre às mil maravilhas, sobrepõe-se a certeza de que nada mudou e que o sentimento cresce, ainda mais, a cada dia que passa. Dias esses onde juntos, rimos, brincamos, namoramos, e o mundo todo caí a nossos pés. Mas depois, chega o dia em que tudo se altera, ocorrem as hesitações, os momentos de silêncio, os
medos, que se apoderam de tudo e transformam um maravilhoso dia, numa página queimada do livro. Tu perguntas-me "o que se passa?" , mas eu não sei o que te responder e como sempre caiu no erro de dizer "nada".
Às vezes gostava de poder guardar os bons momentos dentro de uma caixa. E todas as noites, durante o sono, sonhar e reviver esses momentos que me fizessem apagar da memórias essas páginas queimadas.
Mas até nos meus sonhos elas já entram.
"O que podemos nós fazer para alterar esta situação em que vivemos?"
Será que todos os dias não podem ser como aqueles em que vivemos dentro de uma história de cinema? Não imaginas o quanto eu gostaria que isso fosse possível, que pudéssemos voltar a ter os nossos momentos, a sós, apenas nós os dois, sem ninguém a perturbar.
Mas isso torna-se a cada dia que passa ainda mais impossível e o medo leva-me a temer de tudo e todos os que nos rodeiam, leva-me à submissão da imaginação negra que torna obscuros os meus pensamentos. Porém, não sei bem porquê, não sou capaz de te revelar todos os meus medos e pensamentos, hesito, distorço a realidade sobre eles, e depois, caiu em mim e percebo que ao fechar-me neste meu negro mundo imaginário, acabo por destruir o que há em nós e o tanto que nos une.

Diz-me meu amor, será que ainda podemos vir a ser aquilo que um dia já fomos?
( um casal feliz, com os seus maravilhosos momentos, sem problemas desnecessários. A viver num mundo de aventuras. - parámos na 7ª.)


13 comentários:

Inês disse...

está tudo bem entre vocês, amor? :x

Inês disse...

mas têm estado juntos e isso? :s
vocês já passaram por tanto

AnaM - dreams; disse...

oh obrigada, vou seguir também :)

Inês disse...

nós também gostamos muito de ti paulinha, mesmo muito @

Inês disse...

por isso mesmo amor, talvez já tenham passado por muito e tudo o resto passe a parecer pouco, não sei :s

AnaM - dreams; disse...

é mesmo querida. são pequenas coisas para recordar para sempre!

Inês disse...

entendo-te bem amor.
e achas que consegues arranjar um sítio onde consigam estar só os dois, sem o mundo à volta?

Inês disse...

não agradeças meu amor, só te quero ver feliz.
estou a morrer de saudades tuas ! :(

inês disse...

muito obrigada pelas palavrinhas *.*
tenho que ter força para poder ajudá-la, ela merece mais que ninguém :)

e muito obrigada *.*
beijinho

Vanessa disse...

muito obrigada :) também te vou seguir :)
ele é mesmo parvo, nem me afecta muito mas irrita, a fase em que falávamos todos os dias a todas as horas já passou, até porque ele apesar de mostrar interesse em falar é muito básico, muito desinteressante, parece que se limita a responder ao que eu digo, e se não sou eu a fazer conversa, ela deixa de existir; ainda assim às vezes manda-me mensagens, liga-me, mas tudo na boa e na sexta perguntou-me se eu ia a uma festa onde ele ia estar, e eu disse que não mas que ia no dia a seguir mas nesse dia disse era ele quem não ia, mudou de ideias e voltou-me a perguntar se eu ia, eu disse que sim e percebi que ele também. quando chegou, não me falou, apesar de eu lhe ter acenado disse que não viu e da primeira vez que estivemos juntos se eu não lhe tivesse ligado pra ir ao pé de mim não ia. e ainda tem a lata de me dizer que eu também não lhe falei. eu "falei" quando acenei, se ele não viu é outra coisa, e porque é que tenho que ser sempre eu? afinal de contas foi ele que quis saber se eu ia, e já me ligou mais vezes a perguntar se eu vou a um certo sítio só porque ele também vai, enfim -.-

Vanessa disse...

em relação ao teu texto acho que deviam conversar sobre o que se está a passar entre vocês e fazer coisas novas e diferentes para manter a chama acesa e para ser como antes :) beijinho *

Vanessa disse...

de nada :)

Danii disse...

Obrigada por seguires o meu blog, vou seguir também :)